terça-feira, 22 de setembro de 2009

ONDE VOCÊ COLOCA O SAL?


O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo de água e bebesse.

- Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.

- Ruim - disse o aprendiz.

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o velho disse:

- Beba um pouco dessa água.

Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:

- Qual é o gosto?

- Bom! - disse o rapaz.

- Você sente o gosto do sal? - perguntou o Mestre.

- Não - disse o jovem.

O Mestre então sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:

- A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu. Em outras palavras, é deixar de ser copo, para tornar-se um lago.
( Texto: Autor desconhecido | Foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

sábado, 19 de setembro de 2009

HOJE É TEMPO DE SER FELIZ


Mais uma das mensagens magníficas que recebo de minha amiga Denize, do Orkut:

"A vida é fruto da decisão de cada momento. Talvez seja por isso, que a idéia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver.

Viver é plantar. É atitude de constante semeadura, de deixar cair na terra de nossa existência as mais diversas formas de sementes.

Cada escolha, por menor que seja, é uma forma de semente que lançamos sobre o canteiro que somos. Um dia, tudo o que agora silenciosamente plantamos, ou deixamos plantar em nós, será plantação que poderá ser vista de longe.

A Bíblia nos ensina que "debaixo do céu há um tempo para cada coisa!"

Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura.

Felicidade talvez seja isso: alegria de recolher da terra que somos, frutos que sejam agradáveis aos olhos!

Infelicidade, talvez seja o contrário.

O que não podemos perder de vista é que a vida não é real fora do cultivo. Sempre é tempo de lançar sementes. Sempre é tempo de recolher frutos. Tudo ao mesmo tempo. Sementes de ontem, frutos de hoje, sementes de hoje, frutos de amanhã!

Por isso, não perca de vista o que você anda escolhendo para deixar cair na sua terra. Cuidado com os semeadores que não lhe amam. Eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas.

Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores.

Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa.

Cuidado com os amores passageiros. Eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam.

Cuidado com os invasores do seu corpo... eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem.

Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar. Eles costumam lhe fazer esquecer que você vale a pena.

Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí. Elas costumam estragar o nosso referencial da verdade.

Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos. Elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo.

Não tenha medo de se olhar no espelho. É nessa cara de safadinho que você tem, que Deus resolveu expressar mais uma vez, o amor que Ele tem pelo mundo.

Não desanime de você, ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz.

Não coloque um ponto final em suas esperanças. Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar, e o que amar nessa vida.

Ao invés de ficar parado no que você fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda pode ser feito.

A vida ainda não terminou. Como dizia o poeta "que os sonhos não envelhecem..."

Vai em frente. Sorriso no rosto e firmeza nas decisões.

Deus resolveu reformar o mundo, e escolheu o seu coração para iniciar a reforma. Isso prova que Ele ainda acredita em você. E se Ele ainda acredita, quem são os outros para duvidarem?

Ame-se muito!"
( Foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O JEITO COMO AS COISAS SÃO

Procurei na Internet pelo autor deste texto, e encontrei desde Vinicius de Moraes até Fernando Pessoa. Para mim, seu verdadeiro autor ainda é desconhecido.

Coloco-o aqui, dedicado àqueles que de alguma forma, "fazem a diferença" ou já "fizeram a diferença" em minha vida. Não preciso acrescentar nenhum outro comentário. O texto fala por si só:

"Um dia a maioria de nós irá se separar.

Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos.

Saudades até dos momentos de lágrima, de angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim, do companheirismo vivido.

Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso.

Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida.

Talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe nos e-mails trocados. Podemos nos telefonar, conversar algumas bobagens.

Aí os dias vão passar, meses, anos, até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo.

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente. Quando o nosso grupo estiver incompleto nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrimas nos abraçaremos.

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado. E nos perderemos no tempo.

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades.

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"

sábado, 12 de setembro de 2009

DEPOIS DE ALGUM TEMPO VOCÊ APRENDE...


“Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam. E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo. Contudo, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar, que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"
( Texto atribuído a William Shakespeare | Foto: WIlson Luiz Negrini de Carvalho )

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

CREIO EM MIM MESMO


Nas minhas infindáveis pesquisas na Internet, acabei "topando" com um texto muito legal cuja autoria é atribuída a Mahatma Ghandi:

"Eu creio em mim mesmo.

Creio nos que trabalham comigo, creio nos meus amigos e creio na minha família.

Creio que Deus me emprestará tudo que necessito para triunfar, contanto que eu me esforce para alcançar com meios lícitos e honestos.

Creio nas orações e nunca fecharei meus olhos para dormir, sem pedir antes a devida orientação a fim de ser paciente com os outros e tolerante com os que não acreditam no que eu acredito.

Creio que o triunfo é resultado de esforço inteligente, que não depende da sorte, da magia, de amigos, companheiros duvidosos ou de meu chefe.

Creio que tirarei da vida exatamente o que nela colocar.

Serei cauteloso quando tratar os outros, como quero que eles sejam comigo.

Não caluniarei aqueles que não gosto.

Não diminuirei meu trabalho por ver que os outros o fazem.

Prestarei o melhor serviço de que sou capaz, porque jurei a mim mesmo triunfar na vida, e sei que o triunfo é sempre resultado do esforço consciente e eficaz.

Finalmente, perdoarei os que me ofendem, porque compreendo que às vezes ofendo os outros e necessito de perdão."
( Foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

domingo, 6 de setembro de 2009

ESTRANHOS PODERES E ETERNIDADE


Muito observo as pessoas, e uma coisa que sempre me intrigou é o fato de ficarmos completamente "sem rumo" em certas circunstâncias da vida.

Alguns ficam assim porque perdem um grande amor, outros porque perdem um ente querido, outros porque perdem um emprego ou qualquer outra coisa para a qual dão um grande valor.

É interessante perceber como pessoas ou coisas completam nossa vida de tal forma que sem elas, o mundo parece não existir. Com toda razão!

Se por acaso as perdemos, estranhos poderes entram em ação...

Que poder é este que faz com que a gente perca completamente o sono?

Que poder é este que faz com que nossa vida se torne uma miséria, mesmo a gente tendo tudo aquilo que precisa para viver bem?

Que poder é este que às vezes pode até nos levar a tirar nossa própria vida ou talvez a vida de alguém?

Para mim, este poder nada mais é do que a paixão, o amor que temos por pessoas e coisas.

Quem não deseja ter para sempre tudo aquilo que lhe é importante, querido ou que lhe faz bem?

Infelizmente as coisas não podem ser assim.

Para eternizar ao máximo as boas coisas que temos, acredito que devamos viver cada dia de nossas vidas como se ele fosse o último. Adquiri este conceito após uma dinâmica de grupo utilizando PNL (Programação Neurolingüística), onde foi mostrado aos participantes que nossas próprias vidas podem acabar de uma hora para outra, sem qualquer aviso.

Depois de nos conscientizarmos disto podemos imaginar tudo aquilo que deixamos de fazer e poderíamos ter feito, ou tudo aquilo que poderíamos ter dito e não dissemos. E de repente pode ser tarde demais...

Isto não é óbvio? Sim é, mas muitas pessoas não se dão conta disto ou não estão interessadas!

Às vezes, aquela conversa que queriamos ter com alguém, mas deixamos para depois porque estávamos com pressa em fazer alguma outra coisa, nunca mais poderá acontecer. Ficção? Jamais! Isto ocorre todos os dias e milhões de pessoas lamentam as oportunidades perdidas, que nunca mais voltarão.

Viver a vida incessantemente, de maneira plena é, na minha percepção, a melhor maneira de eternizar tudo de bom que temos.

E você, como vive seu dia? Já pensou em deixar de lado a correria por alguns instantes e fazer algo para alguém ou com alguém que há muito você estava adiando? Que tal deixar de lado algumas coisas que no fundo, não são tão importantes, e dar atenção à uma pessoa querida?

Neste instante me lembro de uma frase: só os diamantes são eternos...
( Texto e foto: Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

FRASES QUE GOSTO (SETEMBRO 2009)

Frases deste mês:
  • O amigo deve ser como o dinheiro, cujo valor já conhecemos antes mesmo de termos necessidade dele.
  • Sem o perdão, o monstro do passado eclodirá em seu presente e controlará seu futuro. Qual é a melhor forma de enfrentar um inimigo? É perdoá-lo. - Augusto Cury
  • Embora ninguém possa voltar atrás para fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora a fazer um novo fim.
  • Amigos são como balões. Se você deixá-los ir, talvez nunca mais os tenha de volta. Às vezes nos ocupamos tanto com nossas vidas que não notamos que os deixamos ir.
  • Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que nela admiramos.