sábado, 25 de fevereiro de 2012

ONDA DE ESPERANÇA

Hoje, ao assistir a edição semanal de Thalassa (TV5), vi uma reportagem muito legal.

Um jovem surfista chamado Ismaël Guilliorit traz esperança para diversas pessoas com deficiências físicas.

Ismaël também é um portador de dificiência física. Com alguns dias de idade, teve que ter uma de suas pernas amputada por causa de um problema. À medida que ia crescendo, precisou ser amputado no mesmo local algumas outras vezes.

Como se isto não bastasse, aos 10 anos de idade teve câncer e conseguiu se curar.

Hoje, usando uma próstese ortopédica na perna, ele pratica surf e incentiva outros portadores de deficiência a praticarem também. Para isso, fundou uma associação em 2004 chamada VAGDESPOIR, uma abreviação para Vague D'Espoir, que em francês significa Onda de Esperança.

Na reportagem vi um número grande de pessoas com os mais variados tipos de limitação. Uma pessoa que não tinha as mãos, pratica o "paddle surf"; outra pessoa, sem os movimentos nas duas pernas, descia ondas deitado em uma prancha que foi adapatada com um tipo de manopla.

Existe uma equipe de voluntários, alguns deficientes e outros não, que participam destas atividades.

No meu modo de ver, são todos grandes vencedores e apesar de não conhecê-los, tenho grande admiração por eles, pela coragem, pela determinação.

Visite o site dele para conhecer um pouco mais sobre este trabalho muito bacana http://www.vagdespoir.com

Tem também o vídeo da reportagem no YouTube http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=yYmql1qBGbk. Mesmo que você não entenda o idioma francês, as imagens falam por si só. Vale a pena ver.

Deixo aqui meus votos de muito sucesso ao Ismaël e a todos que participam deste projeto.

( Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

sábado, 11 de fevereiro de 2012

HIPOCRISIA E MEIO AMBIENTE

No dia em que ouvi que os supermercados não iriam mais dar as sacolas plásticas para os clientes, eu não acreditei.

Fiquei mais surpreso ainda com a justificativa que envolvia questões de preservação do meio ambiente. Trata-se de um "acordo" com o Governo do Estado que se chama "VAMOS TIRAR O PLANETA DO SUFOCO".

Por que a população tem que arcar sozinha com o ônus deste "acordo" entre os supermercados e o governo? Benefícios para o meio ambiente? Será? Qual a porcentagem disto em relação ao todo? Foi feito algum estudo sério (e não tendencioso) sobre isto?

Na minha opinião isto é pura hipocrisia! O meio ambiente é realmente o maior beneficiado com isto ou existem outros beneficiados?

Se o governo e os supermercados quisessem fazer algo de real e efetivo pela natureza, poderiam fazê-lo de muitas outras maneiras.

O que o governo precisa fazer, é levar a sério o combate à corrupção, fiscalizar+autuar+fechar as empresas que poluem, tirar das estradas caminhões e ônibus que poluem, dar mais recurso humano e condições de trabalho para aqueles que fiscalizam principalmete a zona da Mata Atlântica do Estado, investir efetivamente em ferrovias e hidrovias, investir em reciclagem de lixo, fiscalizar com seriedade os portos de areia, e mais um monte de outras coisas. Eu não vejo nada disto acontecer em grande escala. Alguém vê ou ouve falar algo sobre isto?

Sobre a poluição causada pelas sacolas plásticas, realmente existe e é algo complicado de se resolver. Contudo, se a população não usar sacolas plásticas de supermercados para jogar o lixo fora, vão usar um outro saco plástico e a poluição continuará do mesmo jeito. As pessoas que não têm educação, continuarão a jogar lixo nas ruas, rios, praias; quer sejam sacolas plásticas, garrafas, ou qualquer outra coisa que seja.

Praticamente em todos os lugares do mundo, se você vai a um supermercado, você tem uma sacola para poder levar suas compras para casa. Agora, no Estado de São Paulo, começou esta palhaçada de você ter que trazer sacolas de casa ou pagar pelas sacolas.

Li em uma reportagem na Internet que: "O Procon de Campinas esclarece que os supermercados podem substituir as sacolas plásticas, desde que ofereçam ao consumidor outras opções, GRATUITAS, para que eles acomodem e transportem suas compras". Caso isto não esteja ocorrendo, não deixe de fazer uma denúncia ao Procon.

É claro que não é de hoje que o consumidor paga pelas sacolas de supermercado. Antes, o preço delas já estava "embutido" no preço das mercadorias.

Enfim, fica aqui meu protesto contra isto que está sendo feito contra os consumidores, e embora seja algo de baixa relevância, mais uma vez chamo a atenção da população brasileira para o fato de permitir e aceitar passivamente que governo e empresas façam o que bem entendem.

Para aqueles que ao lerem isto e acham que não me importo com o meio ambiente, não se enganem... Ainda irão ler muita coisa em favor do meio ambiente aqui neste blog.

Para o Governo do Estado, ao invés de ficar fazendo estes acordos "estranhos", além das sugestões que dei acima para ajudar na preservação do meio ambiente, gostaria de sugerir também campanhas e acordos do tipo: "VAMOS TIRAR OS POBRES DO SUFOCO", "VAMOS COLOCAR OS CORRUPTOS (especialmente os políticos) NA CADEIA", "VAMOS DAR MELHORES CONDIÇÕES DE SAÚDE E EDUCAÇÃO PARA A POPULAÇÃO", "VAMOS ACABAR COM A FOME E COM A MISÉRIA".

Por que a população não vê resultados "abundantes" e efetivos nisto?

domingo, 5 de fevereiro de 2012

O CUSTO DO TURISMO DESEQUILIBRADO



Acabei de ler no site do jornal O ESTADO DE SÃO PAULO que pelo menos 30 praias do litoral de São Paulo estão impróprias para banho.

Não é para menos! É uma ilusão achar que as cidades do litoral de São Paulo tenham infra-estrutura para agüentar esta quantidade enorme de turistas.

Como se não bastasse isto, muitos deles ajudam a piorar muito as condições de higiene das praias, deixando todo tipo de sujeira para trás. Lamentável!

Felizmente, o mês de Janeiro/2012 teve mais chuva do que sol, o que fez com que vários turistas encerrassem suas férias na praia antecipadamente, porque senão, a condição das praias estaria muito pior, e com certeza, o número de praias impróprias já teria aumentado.

É uma pena que o litoral voltará a sofrer com os turistas nas próximas semanas por causa do Carnaval. Depois, o movimento começa a se acalmar, até Julho pelo menos. Um tempo para a natureza e os moradores locais se recuperarem da presença perniciosa de certos turistas.

Voltei agora de manhã de Ubatuba (SP), e ontem, passando por algumas praias, vi o resultado da falta de educação e de higiene dos turistas... Lixo de todo tipo jogado por todos os cantos nas praias.

Outro dia um amigo que leu uma crítica que fiz sobre turistas em Ubatuba me disse: "...mas todos têm direito de ir à praia".

Eu disse que concordava plenamente com ele (eu também sou turista), contudo, disse que além de direitos, o turista tem obrigações, principalmente a obrigação de manter o local limpo como encontrou, a obrigação de respeitar as leis e não incomodar outras pessoas com algazarra de qualquer tipo que seja.

O direito de uma pessoa termina onde começa o direito da outra pessoa.

Espero que os turistas possam se conscientizar cada vez mais do impacto que a presença deles leva aos lugares que visitam, não importando se é praia, campo, etc. Espero também que as Prefeituras reprimam de maneira mais ostensiva e com maior intensidade o comportamento dos maus turistas.

( Texto e fotos : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

FRASES QUE GOSTO (FEVEREIRO/2012)

Frases deste mês:
  • O ciúme é o pior inimigo do amor, pois perturba a imaginação, faz que ela veja a pessoa amada atraída para outra e, se esse temor não for neutralizado, se expressará objetivamente.
  • Abençoai vosso inimigo e o privareis de sua munição.
  • Refugiei-me na doideira porque a razão não me bastava. - Clarice Lispector
  • A mente subconsciente não tem sentido humorístico, e as pessoas, pelos seus gracejos, muitas vezes atraem experiências desagradáveis. - Lourenço Prado
  • A metade dos erros na vida acontecem pelo fato de sentirmos, quando deveríamos pensar e pensarmos quando deveríamos sentir.