domingo, 29 de abril de 2012

SEJA FELIZ

Este texto a seguir é muito bacana. Eu o recebi em uma apresentação com um título, e pela Internet o encontrei com outros títulos, além é claro, atribuído a autores completamente diferentes.

Segue o texto:

"Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode evitar que ela vá à falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.

É importante que você sempre se lembre de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem.

Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de você. É ter maturidade para falar: "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para confessar: "eu preciso de você".

Ser feliz é ter a capacidade de dizer "eu te amo".

Desejo que a vida seja um canteiro de oportunidades para você...

Que nas suas primaveras você seja amante da alegria. Que nos seus invernos seja amigo da sabedoria. E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo. Pois assim você será cada vez mais apaixonado pela vida. E descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Aproveitar as perdas para refinar a paciência, as falhas para esculpir a serenidade. Usar a dor para lapidar o prazer e os obstáculos para abrir as janelas da inteligência."

terça-feira, 24 de abril de 2012

O QUE ME PERTENCE


 


Quando realizei meu treinamento de Master Practitioner em PNL há alguns anos atrás, tive a feliz oportunidade de, no último dia do curso, aprender uma técnica que me levou ao encontro de minha essência.

Naqueles minutos pude perceber quem eu era de verdade, e ainda reconhecer todas as coisas que haviam sido "agregadas" em mim pelas "regras" impostas pela sociedade, pela minha educação, pelas crenças limitantes que outras pessoas criaram em mim.

Depois, andando pela linha "do meu tempo", me reconheci quando criança, e percebi que boa parte do meu comportamento nada tinha a ver comigo, como adulto. Fui buscar naquilo que eu sentia e sonhava quando criança, quem eu realmente era e o que eu queria de verdade para minha vida.

Chego a me lembrar agora de uma música cantada pelo Lulu Santos cuja letra diz: "Tem dias que a gente olha pra si, e se pergunta se é mesmo isso aí que a gente achou que ia ser, quando a gente crescer; e nossa história de repente ficou, alguma coisa que alguém inventou. A gente não se reconhece ali". Foi exatamente isto que senti naquela hora.

Minha mente e minha percepção se abriram para coisas que eu nunca havia imaginado.

Para ajudar, tive a feliz oportunidade de conhecer pessoas que me apresentaram a outras "visões" da realidade, algo muito legal, onde por exemplo, sua percepção se desenvolve de forma a reconhecer que extremos são exatamente a mesma coisa, mas com polaridades diferentes; e que o poder do nada é ser tudo. Repetindo as palavras de meu mestre e "irmão" José Orlando: "Eu falo para aqueles que me entendem".

Desde então, tenho trabalhado bastante para arrancar definitivamente as raízes daquilo que jamais deveria ter entrado em minha vida.

Posso dizer que hoje, abrindo mais um ciclo em minha vida, ainda como parte deste processo, não só nego tudo aquilo que "não me pertence", como assertivamente valorizo e reforço o que realmente "me pertence".

Só tenho a agradecer ao Grande Arquiteto do Universo pela boa vida que tenho, pelos meus familiares, pelos meus amigos e por tudo de bom que cerca o meu caminho.


Foto: Gladys Tavares Negrini / Texto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho

sexta-feira, 13 de abril de 2012

A NATUREZA DO CAMINHO INTERIOR


Recebi uma apresentação com fotos muito legais, com um texto que achei magnífico, cuja autoria é atribuída a Eckhart Tolle. Tem muito a ver com o que penso e com o que pratico:

"Necessitamos também da natureza, para que nos ensine o caminho para “CASA”, o caminho de saída da prisão das nossas mentes. Dependemos da Natureza não só para nossa sobrevivência física.

Nós nos perdemos no “FAZER”, no “PENSAR”, no “RECORDAR” e no “ANTECIPAR”. Estamos perdidos em um complexo labirinto, em um mundo de problemas.

Temos esquecido daquilo que as rochas, as plantas e os animais já sabem.

Nós nos esquecemos de ser: de ser nós mesmos, de estar em silêncio, de estar onde a vida está. Aqui e agora!

Levar a sua atenção a uma pedra, a uma árvore ou a um animal, não significa “pensar neles”, senão simplesmente percebê-los, dar-se conta deles. Ao se dar conta disso, você também entra em um lugar de profundo repouso dentro de si mesmo. Então eles lhe transmitem algo da sua essência. Você sente o quão profundamente descansa no ser, completamente unificado com aquilo que você é, e com o lugar onde está.

Quando caminhar ou descansar na natureza, honre este reino, permanecendo nele plenamente. Serene-se. Olhe. Escute.

Observe como cada planta e animal são completamente eles mesmos. Diferente dos humanos, eles não estão divididos em dois. Não vivem através de imagens mentais de si mesmos, e por isso não têm que se preocupar em proteger e potenciar essas imagens.

Todas as coisas naturais, além de estarem unificadas consigo mesmas, estão unificadas com a totalidade. Não se separaram do entremeado da totalidade, reclamando uma existência separada: “EU”, o grande criador de conflitos.

Você não criou o seu corpo, e tampouco é capaz de controlar suas funções corporais. Em seu corpo atua uma inteligência maior que a mente humana. É a mesma inteligência que sustenta tudo na natureza. Para se acercar ao máximo desta inteligência, seja consciente do seu próprio campo energético interno, sinta a vida, a presença que anima o seu organismo.

Quando percebe a natureza tão só através da mente, através do pensamento, você não pode sentir a sua plenitude de vida, o seu ser. Unicamente vê a forma e não é consciente da Vida que a anima, do Mistério Sagrado.

O Pensamento reduz a natureza a um bem de consumo, a um meio de conseguir benefícios, conhecimento, ou algum outro propósito prático.

Observe, sinta um animal, uma flor, uma árvore, e veja como descansam no ser. É uma harmonia, uma sacralidade, que além de compreender a totalidade da natureza, também está dentro de você. Cada um deles é ele mesmo.

Possuem uma enorme dignidade, inocência, santidade.

No momento em que olha mais além dos rótulos mentais, você sente a dimensão inefável da natureza, que não pode ser compreendida pelo pensamento.

A Respiração é natural. O ar que respira é natural, como o próprio processo de respirar. Dirija a atenção à sua respiração e se dê conta de que não é você quem respira.

Conecte-se com a natureza do modo mais íntimo e interno, percebendo a sua própria respiração e aprendendo a manter a sua atenção nela. Esta é uma prática muito curativa e "energizante".

Produz uma transformação de consciência que lhe permite passar do mundo conceitual do pensamento, ao campo da consciência incondicionada.

Você necessita que a natureza lhe ensine e lhe ajude a se reconectar com o seu ser. Você não está separado da Natureza. Todos somos parte da vida única que se manifesta através das incontáveis formas em todo o universo, formas que estão, todas elas, completamente interconectadas.

Quando você reconhece a sacralidade, a beleza, a incrível quietude e dignidade nas quais uma flor ou uma árvore existem, você agrega algo a essa flor ou a essa árvore.

Pensar é uma etapa na evolução da vida. A natureza existe em uma quietude inocente que é anterior à aparição do pensamento. Quando os seres humanos se aquietam, vão mais além do pensamento.

A quietude que está mais além do pensamento contém uma dimensão ampliada de conhecimento, de consciência.

A natureza pode levá-lo à quietude. Este é o presente dela para você.

Através de você, a natureza toma consciência de si mesma. Quando você percebe a natureza e se une a ela no campo da quietude, ela se preenche da sua consciência. Este é o seu presente para a natureza.

É como se a natureza estivesse esperando você durante milhões de anos para fazê-lo."

domingo, 1 de abril de 2012

FRASES QUE GOSTO (ABRIL/2012)

Frases deste mês:
  • O silêncio ou até um pedido de desculpas, nem sempre significa que você esteja errado e o outro certo e sim que você valoriza mais o relacionamento que o seu ego.
  • A sabedoria vem de escutar; de falar vem o arrependimento.
  • O tempo não respeita aquilo que foi feito sem o seu concurso.
  • Você nunca encontrará a pessoa certa, se não deixar a pessoa errada ir embora.
  • A felicidade é conseqüência do poder interno e não do sucesso externo.