quarta-feira, 30 de setembro de 2015

RECEITA DE BACALHAU À LAGAREIRO


Ingredientes:

  • 500 gramas de bacalhau dessalgado cortado em quadrados
  • 1 batata grande cozida com sal e cortada em rodelas de 0,5 centímetro
  • 1 cebola grande cortadas em rodelas finas
  • 7 azeitonas portuguesas cortadas em pedaços
  • 7 ramos de brócolis cozidos com sal
  • 1 ovo
  • Farinha de rosca para empanar
  • Azeite de oliva português
  • Salsinha a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino branca a gosto


Preparo:

Empane o bacalhau com uma casca fina, passando-o primeiro pelo ovo e depois pela farinha de rosca. Frite-o em azeite de oliva até que a casca fique dourada.

Em uma panela refogue o alho com azeite de oliva. Assim que o alho começar a ficar corado, coloque a cebola, uma pitada de sal, uma pitada de pimenta-do-reino branca e em seguida a azeitona. Cozinhe até que a cebola comece a ficar macia. Vá acrescentando o azeite quando necessário, para que a cebola não queime.

Coloque o bacalhau em uma vasilha refratária. Vire por cima o cozido de cebola, alho e azeitona. Se quiser, dependendo do seu gosto, acrescente um pouco mais de azeite por cima.

Em um forno pré-aquecido a 190 graus Celsius, coloque o bacalhau para assar por cerca de 15 a 20 minutos, ou até que o azeite escorrido do cozido de cebola comece a ferver.

Na mesma panela que refogou a cebola, coloque 1 colher de azeite de oliva e refoque rapidamente o brócolis.

Pegue uma frigideira, coloque duas colheres de sopa de azeite de oliva e frite as rodelas de batatas até que comecem a dourar.

Para servir o prato, coloque o bacalhau, por cima as cebolas, de um lado os ramos de brócolis e de outro as batatas. Polvilhe por cima a salsinha picada.

Sirva em seguida com arroz branco.

Variação do prato: ao invés de cortar o bacalhau em quadrados, você pode servir postas individuais.

Tempo de preparo: 90 minutos

Serve 2 a 3 pessoas

( Foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Para você que gosta de receitas de bacalhau, gostaria de deixar minha recomendação de um livro:

 

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

FOTO DO MÊS (SETEMBRO/2015)


(Foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Para você que gosta de fotografia e quer aprender truques essenciais para tirar uma boa foto, recomendo o livro abaixo:
 
 

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

LIVRO : SUAS MÃOS PODEM CURAR


Título do livro: Suas mãos podem curar - Aprenda a canalizar energia de cura

Autor: Ric A. Weinman

Editora: Pensamento

Minha percepção sobre o livro: Publicado no Brasil em 1990, este livro mostra uma série de técnicas de canalização de energia bem interessantes. Fala ainda sobre aura, chakras e outras coisas afins. Para aqueles que gostam do assunto ou que já praticam o Reiki, é uma leitura bastante agradável e esclarecedora.

Aproveitando a oportunidade, gostaria de recomendar um livro específico sobre Reiki:

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

SANHAÇO-CINZENTO


Nome brasileiro: Sanhaço-Cinzento

Nome científico: Tangara sayaca (Linnaeus, 1766)

Nome em inglês: Sayaca Tanager

Fotografado em São José dos Campos (SP), Brasil

( Foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

QUARTZO VERDE



Segundo aqueles que estudam os cristais, o quartzo verde é usado para ajudar no equilíbrio profissional, restabelecer as energias do corpo, aumentar a simpatia, trazer sorte no amor e no jogo, aumentar o efeito de ervas e plantas quando aplicados ao corpo. 

Na parte física o quartzo verde é indicado para os olhos, pele, unhas, células nervosas, melhorar a circulção sangüínea e coração. 

( Texto e foto : Wilson Luiz Negrini de Carvalho )

Este artigo foi publicado pelo autor pela primeira vez em 2005, no site da empresa Completec.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

FRASES QUE GOSTO (SETEMBRO/2015)

Frases deste mês:
  • A maioria de nós tem tão pouco respeito pela vida, que alcançaremos o momento da morte sem nunca termos vivido verdadeiramente. - Thoureau
  • A negociação é um indicador seguro do grau de desenvolvimento e maturidade das pessoas e instituições, porque evidencia claramente se elas abandonaram a outra forma disponível para solução de conflitos: a força.
  • As paixões, quando mandam em nós, são vícios.
  • Enriquecemo-nos pelo que damos, não pelo que temos.
  • Saber e não fazer ainda não é saber.